12/08/2019 às 14h16min - Atualizada em 12/08/2019 às 14h16min

Projeto da Cemig mantém atualização tecnológica de equipamentos

AGÊNCIA MINAS
Iniciativa que busca soluções mais rápidas para falta de energia já foi premiada três vezes em 2019
ícone de compartilhamento
A Cemig mantém iniciativas com foco em inovação tecnológica para oferecer serviços cada vez mais eficientes aos seus consumidores. Por meio do Projeto Transcende, por exemplo, a empresa desenvolve tecnologia de telecomunicações para garantir o restabelecimento mais rápido das redes de energia na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Para este objetivo, já foram investidos cerca de R$ 10 milhões na implantação de rádios digitais, que estabelecem comunicação direta de 875 religadores em toda a RMBH com o Centro de Operação da Distribuição, localizado na região Centro-Sul de Belo Horizonte.
 
Crédito: Cemig/Divulgação
O acionamento remoto dos religadores permite manobrar a rede de distribuição de forma a isolar a falta de energia para o menor número de clientes possível, em muito menos tempo, pois não depende de deslocamento de equipes, que precisam enfrentar o trânsito pesado de uma grande cidade como a capital mineira, entre outros fatores. Por sua vez, a atualização tecnológica da rede de telecomunicações possibilita maior efetividade no comando remoto dos religadores em casos de ocorrências no sistema elétrico. 

“A rede de telefonia celular tem o objetivo de atender as demandas de todos os usuários por transmissão de voz e dados, enquanto o investimento em rede própria permite um canal exclusivo e, numa situação de interrupção de fornecimento de energia elétrica que pode afetar milhares de pessoas e serviços públicos essenciais, permite um restabelecimento mais rápido para os clientes afetados”, explica o gerente de Soluções e Manutenção de Telecomunicações da Cemig, Daniel Senna.

Funcionamento

Atualmente, a Cemig possui mais de 8 mil religadores telecontrolados, em diversos municípios mineiros. Esses equipamentos são acionados pelo Centro de Operação da Distribuição, na capital mineira, permitindo atuação em locais remotos do estado.

O engenheiro de automação Flávio Henrique Martins Vieira explica que, para que isso possa acontecer de forma eficaz, são utilizadas várias tecnologias de comunicação, por meio de rádios digitais, de rede de telefonia celular e de transmissão de dados por satélite. A utilização depende da disponibilidade de rede e de fatores econômico-financeiros. “A tecnologia de rádios digitais ainda está restrita à RMBH, mas pretendemos ampliá-la para grandes cidades de outras regiões até 2021”, adianta Vieira.

Nas próximas etapas do projeto Transcende, serão investidos aproximadamente, R$ 2 milhões, expandindo o atendimento ao total de 1,1 mil religadores e substituindo a comunicação que era feita via celular. Toda a solução é de propriedade da Cemig, e o Centro de Operação de Telecomunicações detém o controle dessa rede mesmo em situações adversas.

Iniciativa premiada

A Cemig, pela terceira vez neste ano, teve o Projeto Transcende reconhecido no segmento. O mais recente foi o Prêmio “O Setor Elétrico de Qualidade das Instalações Elétricas”, na categoria Inovação Tecnológica, promovido pela revista “O Setor Elétrico”, em parceria com o Circuito Nacional do Setor Elétrico (Cinase).

“Também obtivemos reconhecimento no Rio de Janeiro e em Fort Worth (Estados Unidos) como o melhor projeto de telecomunicações do setor de energia elétrica da América Latina do ano”, comenta o gerente de Soluções e Manutenção de Telecomunicações da Cemig, Daniel Senna.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual desses nomes deveria ser o próximo prefeito de Itajubá/MG

39.6%
18.1%
26.2%
4.1%
12.1%