05/08/2019 às 18h40min - Atualizada em 05/08/2019 às 18h40min

Estudantes de São Paulo são os vencedores da Competição Fórmula Drone 2019

SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO

A Competição Fórmula Drone, evento que envolve estudantes e professores do ensino profissional técnico de nível médio, com o objetivo de estimular a difusão e o intercâmbio de técnicas e conhecimentos de Engenharia de Sistemas aplicada a aeronaves de asas rotativas rádio controladas, foi realizada em Itajubá no último final de semana, de 2 a 4 de agosto.

O complexo esportivo da Universidade Federal de Itajubá (Unifei) sediou a terceira edição da Competição, que contou com 41 equipes inscritas, totalizando 502 concorrentes de dez estados Brasileiros – São Paulo, Sergipe, Santa Catarina, Espírito Santo, Bahia, Rio de Janeiro, Goiás, Tocantins, Paraná e Minas Gerais, além do Distrito Federal. O número de equipes, recorde para competições promovidas pela SAE BRASIL, reflete o grande interesse e a atração gerados pelo Projeto Fórmula Drone na comunidade do ensino técnico profissional de nível médio em todo o Brasil e permite antever uma competição marcada pela qualidade e competitividade.

A equipe Flying Saucer, da Escola Técnica Estadual (Etec) Coronel Fernando Febeliano da Costa, de Piracicaba (SP), foi a campeã da edição 2019 da Fórmula Drone. O segundo lugar ficou com a equipe Cefast Drone, do Centro de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet), de Belo Horizonte (MG). Já o terceiro lugar foi da equipe Dron IFly, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sudeste, de Juiz de Fora (MG). A equipe Sky Botz, do IF São Paulo, da cidade de Salto, ficou com o quarto lugar, e a equipe DFGT, do IF Brasília, de Taguatinga (DF), com a quinta colocação.

O Comitê Técnico da Competição conferiu menções honrosas às equipes que se destacaram em cinco quesitos:

  1. Melhor Projeto: DFGT – IF Brasília
  2. Melhor Apresentação Oral: DFGT – IF Brasília
  3. Melhor Vídeo de Apresentação – Flying Saucer – ETEC Cel. Fernando Febeliano da Costa – Centro Paula Souza
  4. Maior Carga Transportada: Flying Saucer – ETEC Cel. Fernando Febeliano da Costa – Centro Paula Souza
  5. Maior Precisão na Medição de Àrea: CEFAST Drone – CEFET MG
  6. Maior Precisão no Alijamento Dinâmico: CEFAST Drone – CEFET MG
  7. Resilência e Superação: Falcon P1 – IF Sergipe

Abertura

As atividades da competição iniciaram na sexta-feira, dia 2 de agosto, com a solenidade de abertura, realizada no saguão da reitoria da Universidade Federal de Itajubá (Unifei). As apresentações orais do projeto e esclarecimentos de dúvidas perante comissão técnica de juízes, com base no Relatório de Projeto previamente enviado pelas equipes, ocorreram na sexta-feira, dia 2. Os dois dias subsequentes, sábado, 3, e domingo, 4, foram reservados às provas de voo, em baterias sucessivas orientadas. Cada equipe deveria cumprir, em um tempo preestabelecido, cinco missões: decolagem, medição de alvo, alijamento de objeto em alvo, passagem por frames e transporte de carga entre dois pontos. A somatória dos pontos das etapas de Projeto e de Voo definiu a classificação final das equipes.

O prefeito Rodrigo Riera prestigiou a competição no sábado e pôde conhecer e acompanhar o empenho e a dedicação dos estudantes em cumprir todas a etapas do Projeto SAE BRASIL Fórmula Drone, um programa de natureza educacional a cargo da SAE BRASIL – Sociedade Brasileira da Tecnologia da Mobilidade -, cujo objetivo é estimular a difusão e o intercâmbio de técnicas e conhecimentos de engenharia de sistemas aplicada à operação de aeronaves de asas rotativas tipo drone, por parte de estudantes e professores do ensino profissional técnico de nível médio, através de aplicações práticas e da competição entre equipes, oriundas de escolas técnicas de todo o Brasil, públicas e privadas.

Sobre o encerramento

O encerramento da Competição Fórmula Drone foi realizado no domingo, dia 3, e as cinco equipes que obtiveram a melhor pontuação receberam troféus. A solenidade de encerramento contou com a presença do chefe de gabinete da reitoria da Unifei, José Arnaldo Barra Montevechi; do coordenador de Fomento de P&D da Unifei, Alessandro Augusto Nunes Campos; e do diretor da empresa Aerotron,  Carlos Camara; e da diretora do Departamento de Ciência e Tecnologia, Gisele Paz Lima e Alves, representando o secretário municipal de Ciência, Tecnologia, Indústria e Comércio da Prefeitura de Itajubá, José Fernando Grassi Bissacot. Também acompanharam o encerramento representantes da SAE Brasil e do comitê técnico, integrantes da equipe Black Bee Drones, da Unifei, que presta suporte técnico à competição, alunos, professores e familiares, além da equipe de produção do programa Como Será?, da Rede Globo. A equipe acompanhou os três dias de competição e fez filmagens de vários momentos da Fórmula Drone para que um programa cujo tema será “Drones”.

O Projeto Fórmula Drone conta com o apoio do Ministério da Educação (MEC), através da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC), em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Ensino Superior (CAPES) tem como patrocinadores as empresas Embraer, Mahle, GE, Avibras, Aerotron e Helibras. Conta, também, com o apoio da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), da Prefeitura Municipal de Itajubá (PMI).

SAE BRASIL

A SAE BRASIL é uma associação sem fins lucrativos que congrega engenheiros, técnicos e executivos unidos pela missão comum de disseminar técnicas e conhecimentos relativos à tecnologia da mobilidade em suas variadas formas: terrestre, marítima e aeroespacial. Foi fundada em 1991 por executivos dos segmentos automotivo e aeroespacial, conscientes da necessidade de se abrir as fronteiras do conhecimento para os profissionais brasileiros da mobilidade, em face da integração do País ao processo de globalização da economia, ora em seu início, naquele período. Desde então a SAE BRASIL tem experimentado extraordinário crescimento, totalizando mais de 6 mil associados e 10 seções regionais distribuídas desde o Nordeste até o extremo Sul do Brasil, constituindo-se hoje na mais importante sociedade de engenharia da mobilidade do País.

A SAE BRASIL é filiada à SAE International , associação com os mesmos fins e objetivos, fundada em 1905, nos EUA, por líderes de grande visão da indústria automotiva e da então nascente indústria aeronáutica, dentre os quais se destacam Henry Ford, Orville Wright e Thomas Edison, e tem se constituído, ao longo de mais de um século de existência, em uma das principais fontes de normas, padrões e conhecimento relativos aos setores automotivo e aeroespacial em todo o mundo, com mais de 35 mil normas geradas e mais de 138 mil sócios distribuídos por cerca de 100 países.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual desses nomes deveria ser o próximo prefeito de Itajubá/MG

39.6%
18.1%
26.2%
4.1%
12.1%