18/11/2018 às 10h50min - Atualizada em 18/11/2018 às 10h50min

Mesmo eleito sem coligação, Zema deverá obter adesão de outras legendas e maioria na ALMG

ESTADO DE MINAS

Pela primeira vez na história de Minas, um governador é eleito sem coligação e por meio de um recém-criado partido político, com apenas três deputados estaduais. Após sua inédita eleição, o futuro governo do empresário outsider Romeu Zema (Novo) ainda é incógnita para a Assembleia Legislativa. Nada jamais registrado em velhas disputas, nas quais, já na largada, os governadores vitoriosos ganharam dezenas de parlamentares eleitos entre os próprios partidos da coligação, aos quais se somaram, ao longo do mandato, folgadas maiorias, que variaram entre 50 e 60 deputados estaduais. Em todos os governos, o registro de um ciclo de apoios e abandonos na Assembleia: as bases se iniciam grandes e se ampliam no começo das gestões e, no último ano dos mandatos, ganham ou perdem sustentação, segundo a perspectiva de poder percebida. A expectativa é de que o governo Zema, que começa com base pequena, logo tenha ampla maioria a partir da articulação para atrair o PSL e outros partidos para sua base.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual desses nomes deveria ser o próximo prefeito de Itajubá/MG

54.7%
21.2%
12.6%
4.0%
7.5%