02/03/2018 às 13h27min - Atualizada em 02/03/2018 às 13h27min

Unifei conquista 2º lugar nos Estados Unidos em competição de simulação computacional aplicada à melhoria dos serviços de saúde

Site Unifei

A equipe da Universidade Federal de Itajubá (Unifei) composta pelos estudantes Afonso Teberga Campos, doutorando em Engenharia de Produção; Alexandre Fonseca Torres, doutorando em Engenharia de Produção; Carollini Tumani, mestranda em Administração, e Carlos Henrique dos Santos, mestrando em Engenharia de Produção, e pelo professor José Antonio de Queiroz, do Instituto de Engenharia de Produção e Gestão (IEPG), obteve o segundo lugar no desafio global FlexSim Healthcare, promovido pela Society for Health Systems (SHS).

 A competição, que contou com a participação de 29 equipes de diversos países, ocorreu em duas etapas. Na primeira, foi proposto o desafio de otimizar um hospital militar de campo, utilizado para atender as vítimas de furacões. As equipes receberam o layoutpreliminar do hospital e os dados de chegadas de sete tipos de pacientes. Cada tipo de paciente teria tratamentos específicos, que variam desde consultas até cirurgias. Também foram informados os recursos disponíveis, como médicos, enfermeiros, macas e equipamentos, e os tempos de permanência dos pacientes em cada etapa do tratamento.

 As equipes deveriam inserir estes dados, programar o modelo de simulação e analisar seus resultados para propor mudanças. Identificou-se que, dentro dos parâmetros informados e antes da proposição de melhorias, somente 20% dos pacientes eram atendidos no prazo exigido.

 Para que as mudanças fossem elaboradas, foram aplicados conceitos da Engenharia de Produção, com destaque para o Delineamento de Experimentos, Otimização e Lean, integrados à Simulação através do software FlexSim Healthcare. O objetivo foi aumentar a capacidade de atendimento sem aumentar a quantidade de médicos e enfermeiros.

 Com isso, a equipe da Unifei conseguiu aumentar de 20% para 95% a quantidade de pacientes atendidos dentro do prazo exigido. O destaque se deu pela redução de 50% da quantidade de mão-de-obra necessária, de médicos e enfermeiros, e pelo ajuste do número de leitos conforme a demanda. O desempenho obtido pela equipe garantiu sua seleção como uma das três finalistas da competição, ao lado das equipes da Bulacan State University, das Filipinas, e da Tsinghua University, da China.

 A segunda etapa, que era a final, aconteceu entre os dias 21 e 23 de fevereiro em Atlanta, onde os alunos Afonso e Alexandre representaram a equipe da Unifei na Healthcare Systems Process Improvement Conference 2018. Cada uma das três equipes finalistas fez uma apresentação do trabalho desenvolvido, sendo, então, definidos o primeiro, segundo e terceiro lugares, que ficaram, respectivamente, com as equipes da Tsinghua University, da Universidade Federal de Itajubá e da Bulacan State University.

 Para conhecer mais detalhes sobre este desafio e as equipes vencedoras nos anos de 2016 e de 2017, acesse: http://www.iise.org/SHS/details.aspx?id=37376&utm_source=FlexSim+Master&utm_campaign=787604fc0c-wsletter_HC&utm_medium=email&utm_term=0_d696ff9d8b-787604fc0c-419059021.

Alexandre e Afonso, estudantes da Unifei, apresentando o trabalho em Atlanta, nos Estados Unidos.

Da esquerda para a direita: Alexandre, Afonso, Carol, Queiroz e Carlos Henrique, integrantes da equipe da Unifei, que obteve o 2º lugar na competição.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual desses nomes deveria ser o próximo prefeito de Itajubá/MG

40.4%
18.3%
24.5%
4.4%
12.4%