14/02/2019 às 14h35min - Atualizada em 14/02/2019 às 14h35min

INOVAI recebe visita de engenheira da Braskem

SECOM

A engenheira de Automação da Braskem, Lívia Tizzo, visitou a INOVAI (Associação Itajubense de Inovação e Empreendedorismo) com o objetivo de conhecer o ecossistema empreendedor da cidade e o programa de incubação da INCIT (Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá). O encontro aconteceu dia 11 fevereiro. 

Lívia Tizzo disse que ficou surpreendida com Itajubá, pois apesar de ser uma cidade do interior de Minas Gerais, é uma cidade fora da curva no quesito de inovação. Durante a visita, ela conheceu um pouco da história da INOVAI e startups que integram o programa de incubação. A engenheira foi recebida pelo diretor geral da INOVAI, Maurício de Pinho Bitencourt, e pelo diretor de Inovação, Carlos Conti. Também participou do encontro o secretário municipal de Ciência, Tecnologia, Indústria e Comércio da Prefeitura de Itajubá, José Fernando Grassi Bissacot. Nesse início de ano, a INOVAI também recebeu a visita de gestores das empresas Honeywell e Helibras. 

Criada em agosto de 2002 pela integração de seis empresas da Organização Odebrecht e do Grupo Mariani, a Braskem é, hoje, a maior produtora de resinas termoplásticas nas Américas e a maior produtora de polipropileno nos Estados Unidos. Sua produção é focada nas resinas polietileno (PE), polipropileno (PP) e policloreto de vinila (PVC), além de insumos químicos básicos como eteno, propeno, butadieno, benzeno, tolueno, cloro, soda e solventes, entre outros. Juntos, compõe um dos portfólios mais completos do mercado, ao incluir também o polietileno verde, produzido a partir da cana-de-açúcar, de origem 100% renovável. 

SOBRE A INOVAI 

A INOVAI foi criada, em agosto de 2017, por um consenso entre entidades do governo federal, estadual e municipal de Itajubá, bem como pelas associações de classe dos setores da indústria, do comercio e instituições de ensino, por entenderem que Itajubá possui mecanismos de geração de renda e de empregos baseados na ciência, tecnologia e inovação. A associação se propõe a gerir, de forma colaborativa, as ações, projetos e atividades de inovação e empreendedorismo do município, como o programa de incubação de empresas de base tecnológica e o parque científico tecnológico, para consolidar o município como uma cidade com inteligência tecnológica.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual desses nomes deveria ser o próximo prefeito de Itajubá/MG

40.1%
18.3%
24.8%
4.3%
12.6%